Atrofia testicular: saiba as causas e os tratamentos para a diminuição do testículo

A atrofia testicular pode ser resultado de: compressão do órgão, falta de estímulos hormonais, distúrbios na circulação sanguínea local, perda da inervação ou inflamações. Varicole, orquite e torção do testículo são os fatores causadores mais comuns.

Normalmente, o paciente percebe assimetria entre os dois testículos, chamando sua atenção diminuição de um dos lados.

A atrofia testicular pode ocorrer já ao nascimento por doenças genéticas, no período da infância por doenças como caxumba e na adolescência e fase adulta por infecções agudas do testículo (orquites / epididimites), uso em excesso de álcool, drogas ilícitas, anabolizantes, anemia crônica, câncer dos testículos e por varicocele.

Além da diminuição do tamanho, a atrofia pode sinalizar piora do funcionamento testicular, afetando inicialmente a fertilidade e depois a produção de testosterona, culminando em queixas sexuais (ereção e libido).

O tratamento depende da origem do problema, sendo muitas vezes reversível, com ganho novamente de tamanho e função do órgão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>