Pular para o conteúdo

11 3262-5564 | 11 99267-7369
[email protected]

Câncer de testículo

Os testículos são os órgãos responsáveis pela produção de espermatozóides e de testosterona, hormônio sexual masculino. O tumor de testículo representa cerca de 5% dos tumores masculinos. É o câncer mais comum em homens entre os 20 e 40 anos, podendo ocorrer em qualquer idade. Acomete, principalmente, homens com histórico familiar e lesões / traumas na bolsa escrotal. A criptorquidia é um dos principais fatores de risco para o câncer de testículo. É caracterizada quando não ocorre a descida correta do testículo da cavidade abdominal para o escroto (testículo muito elevado ou não palpável na bolsa testicular).

 

A suspeita do problema é feita pelo exame físico. Palpa-se no testículo um nódulo endurecido, de tamanho variável e indolor, muitas vezes não percebido pelo próprio paciente. O autoexame, recomendado mensalmente a todos os homens , pode ajudar na detecção precoce da doença. Vale a pena atentar-se a às seguintes alterações: diferença no tamanho comparativo dos testículos, sensação de peso no escroto, dor no abdômen inferior, na virilha, nos testículos ou no escroto e líquido que sai do escroto. O fato de ter maior incidência em pessoas jovens e sexualmente ativas confunde o diagnóstico com quadros de infecção local (orquiepididimites), geralmente transmitidas sexualmente. Se após a administração de medicamentos não houver melhora do inchaço ou sintoma, é recomendável procurar o médico novamente.

 

Quando comparado a outros tipos de cânceres da população masculina, como o de próstata, o câncer de testículo apresenta baixa mortalidade, já que o tratamento (cirurgia sempre e eventual quimioterapia ou radiotaerapia) cura mais de 90% dos casos

Formulário de Contato

Preencha o formulário abaixo para minha equipe entrar em contato!