Pular para o conteúdo

11 3262-5564 | 11 99267-7369
[email protected]

Carcinoma de Pelve Renal e Ureter: câncer silencioso e raro

Segundo dados da publicação “Urologia Fundamental”, da Sociedade Brasileira de Urologia, os tumores uroteliais de pelve renal e de ureter são raros e correspondem a aproximadamente 5% das neoplasias uroteliais e entre 5 a 7% das renais. Está no grupo de tumores “silenciosos” que apresentam complicações por conta da dificuldade do diagnóstico, mas que sempre deve ser suspeitada em caso de urina com sangue ou imagem suspeita nos exames de imagem, principalmente nos fumantes.

 

Incidência

Mais comum entre os 50 e 70 anos de idade, sendo três vezes mais comum em homens.

 

Sintomas

A maioria dos pacientes apresenta sangue na urina, observado diretamente pelo paciente ou por contagem anormal de glóbulos vermelhos em exame de urina. Outro sintoma observado é a dilatação dos rins e ureteres, relacionada à obstrução da passagem da urina e consequente retenção do líquido no sistema coletor. Essa situação pode ser identificada durante em exame ultrassonográfico, ressonância ou tomografia do abdômen.

 

Causas

Principal fator de risco da doença é o tabagismo, aumentando conforme o número de anos e quantidade fumada.

 

Tratamento

A forma de tratamento dependerá de diversos fatores, como tamanho da lesão, comprometimento do local envolvido, características das células tumorais, condições de saúde, idade, etc. Normalmente há necessidade de cirurgia.

 

Procure sempre um médico urologista para diagnóstico e tratamento adequados.

Formulário de Contato

Preencha o formulário abaixo para minha equipe entrar em contato!