Coceira no escroto: o que pode ser?

A “coceira no saco” (escroto) não precisa se relacionar a doença, podendo ocorrer pelo suor e fricção. Isso forma uma espécie de “assadura”, que pode coçar ou doer.

O homem deve ficar atento se a coceira é constante/intensa, levando ao surgimento de ferida.Nesses casos, a coceira pode representar:

– Infecção por fungos: calor e excesso de umidade por várias horas predispoe ao desenvolvimento de fungos. Isso é mais comum em homens que não tomam banho após exercício físico ou que utilizam cueca de material sintético (não algodão). Nesses casos, além do incômodo da coceira, também podem aparecer manchas avermelhadas na pele.

– Reação alérgica: o homem pode ter alergia ao látex do preservativo, a cuecas de material sintético (poliéster ou elastano) ou até mesmo ao sabonete na higiene íntima.

– Chatos ou piolhos pubianos: podem ser transmitidos sexualmente e causam intensa coceira e vermelhidão no local.

– Doenças Sexualmente transmissíveis (DSTs): embora não seja um sintoma comum nesses casos, algumas DSTs, como herpes ou HPV, podem causar coceira na região do saco escrotal.

Se você apresentar coceira intensa e/ou vermelhidão, não se automedique, procure um médico para o diagnóstico e tratamento adequados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *