Coceira no pênis: o que pode ser?

Um sintoma muito comum em pacientes que me procuram no consultório é a coceira na cabeça do pênis. As causas mais comuns deste desconforto são:59

– Alergia: ocorre pelo contato direto com alguns tipos de sabão, preservativo ou até com alguma peça de roupa, especialmente se for feita de tecido sintético em vez de algodão. Nesses casos, deve-se descobrir a causa da alergia para poder trata-la.

– Falta de higiene: Uma outra causa comum da coceira é a má higiene na região íntima, que favorece o acúmulo de sujeira por baixo da pele da glande aumentando o risco de desenvolvimento de bactérias, fungos e outros micro-organismos que causam inflamação do pênis, resultando em coceira. Nesses casos, é importante orientar o paciente a higienizar o pênis com água e sabão ao menos uma vez ao dia, retraindo o prepúcio para remover possíveis sujeiras acumuladas.

– Candidíase: provocada pelo fungo Candida albicans, também pode provocar coceira na região íntima masculina. A micose pode ser causada por higiene inadequada e o tratamento é feito com a aplicação de uma pomada antifúngica por cerca de sete dias.

– HPV: vírus transmitido através do contato íntimo sem proteção, cujos principais sintomas no homem são coceira e vermelhidão no pênis, além do aparecimento de verrugas. Não existe um tratamento específico para curar o HPV, pois o corpo precisa eliminar o vírus sozinho, o que pode demorar alguns anos. Porém, para aliviar os sintomas, o urologista pode aconselhar o uso de algumas pomadas.

– Clamídia: doença sexualmente transmissível, pode causar coceira e sensação de desconforto no pênis. O tratamento é feito com antibióticos.

Caso você apresente coceira persistente no pênis associada ou não a outros sintomas, procure um urologista para que ele possa orientá-lo de forma adequada.