Pular para o conteúdo

11 3262-5564 | 11 99267-7369
dr.danilogalante@icloud.com

Conheça os principais mitos envolvendo os cálculos renais

A seguir, conheça alguns mitos e verdades sobre os cálculos renais (também conhecidos como pedra nos rins), condição que atinge milhões de pessoas anualmente e é a principal causa de internações da Urologia em prontos socorros.

VERDADES

1) Beber água previne a formação de cálculos de renais? A ingestão constante de líquidos, especialmente água, diminui a formação destas estruturas. Beba pelo menos 2 litros diariamente.

2) A cólica renal pode ser mais forte que a dor do parto? Pode realmente ser uma dor muito forte, necessitando até de morfina para seu controle. Os pacientes podem ter náuseas e vômitos devido a tanta dor.

3) Quem já teve pedra nos rins tem maior possibilidade de ter novamente? Estudos mostram que quem já teve cálculo renal tem 50% de chance de ter novas crises no futuro em até 3 anos.

4) Algumas infecções urinárias tem origem em cálculos renais? Alguns cálculos grandes do rim podem conter bactérias em seu interior. Isso pode levar a infecções de repetição. Tal problema só resolvido com a resolução do cálculo.

5) Sucos cítricos previnem pedras nos rins.

MITOS

1) Existem chás que dissolvem as pedras? A ação do chamado chá de quebra pedra (erva cientificamente chamada de Phyllanthus) não tem comprovação científica. Porém, a ingestão do líquido pode ser benéfica como qualquer hidratação, ajudando na prevenção das pedras.

2) Cálculo renal é mais comum em idosos? A doença ocorre em todas as idades, mas sua primeira apresentação é mais comum em adultos jovens (20 a 40 anos), principalmente em homens.

3) Cerveja quente dissolve pedra nos rins? A cerveja não tem nenhum efeito nos cálculos renais. Ao contrário, ela é diurética e pode aumentar a desidratação do paciente.

4) Cálculo renal causa impotência sexual? Não há influência das pedras nos rins em relação ao desempenho sexual.

5) Suplementos causam pedras? Depende do suplemento, da dose e da propensão do paciente em formar cálculos. Essa avaliação pode ser feita pelo urologista.

Na dúvida, consulte sempre um especialista.

 

Formulário de Contato

Preencha o formulário abaixo para minha equipe entrar em contato!