Pular para o conteúdo

11 3262-5564 | 11 99267-7369
[email protected]

Eu preciso de estimulantes sexuais?

Libido significa desejo. Na teoria de Sigmund Freud, a “energia sexual” é essencial ao ser humano. Para o mais famoso dos psiquiatras, o desenvolvimento da libido ocorre na infância nas fases oral, anal e fálica. Sabemos que o desejo sexual é influenciado por fatores psíquicos, familiares, socioculturais, econômicos, religiosos e também pela forma de vínculo estabelecido entre os parceiros. As alterações da libido podem ser explicadas por causas hormonais (como a queda de testosterona), uso de medicamentos, doenças crônicas e alterações genitais (vistas ao exame físico).

A avaliação da disfunção sexual é considerada subjetiva por muitos e importantíssima em qualquer consulta da Urologia. Devido a grande preocupação dos homens com sua parte sexual, há um progressivo interesse tanto da pesquisa clínica quanto da prática médica. 

Nem todo episódio de desinteresse por sexo ou falta de libido caracteriza necessariamente um quadro de disfunção erétil. Porém, muitos homens têm vergonha de procurar ajuda e, no intuito de melhorar o desempenho sexual, acabam se automedicando com estimulantes sexuais, sem que haja necessidade real para isso. Principal ponto é que o efeito positivo na sexualidade de homens normais é muito pequeno quando comparado aos pacientes com indicação. 

Além disso, os estimulantes sexuais podem causar dores de cabeça e musculares, diarreia, alergias, taquicardia e visão dupla. Os pacientes cardiopatas também não podem ingerir este tipo de medicamento sem indicação médica. Cabe ao especialista diagnosticar a necessidade do uso e prescrever a medição, explicando custo-benéfico dela. 

Em vez de medicamentos, experimente manter uma dieta saudável e uma rotina de prática de atividade física. Isso melhora o condicionamento físico, a circulação sanguínea e aumenta a resistência, trabalhando as peitoral, ombros, braços e pernas, além de elevar a autoestima. Lembre da camisinha, e de conversar sobre sexo com seu parceiro ou parceira, preparando um ambiente propício para a relação. Por fim, não tenha expectativas tão elevadas para seu próprio desempenho sexual.

Se ainda assim achar que tem algum problema sexual, procure ajuda de um urologista antes de usar qualquer remédio por conta própria.

Formulário de Contato

Preencha o formulário abaixo para minha equipe entrar em contato!