Já ouviu falar de bexiga “irritada” ou hiperativa?

A bexiga hiperativa é um problema comum, uma das principais causas para incontinência urinária, e, embora muitas pessoas achem que é um problema de envelhecimento, a doença tem tratamento. Ela tem alta incidência em ambos os sexos, mais ainda em mulheres de meia idade com sobrepeso/obesidade. A condição resulta em urgência miccional, aumento da frequência urinária, noctúria (necessidade de se levantar durante a noite para esvaziar a bexiga) e dor ao urinar.

O problema vai aumentando com a idade (também nos homens com problemas prostáticos), atingindo 15% a 20% da população. O problema ocorre quando o músculo da bexiga (detrusor) contrai de forma involuntária durante a fase de enchimento da bexiga, causando dor na região e vontade súbita de urinar (urgência), mesmo sem bexiga cheia. A bexiga hiperativa atrapalha consideravelmente a vida dos pacientes, uma vez que os torna bastante limitados. Terminar de ver um filme, participar de uma reunião de trabalho e viagens longas tornam-se tarefas impossíveis para essas pessoas.

As principais causas são: lesões traumáticas da medula espinhal, hérnia de disco, AVC, esclerose múltipla, infecção urinária, cálculos na bexiga.

O tratamento depende da causa. Terapia comportamental, medicamentos e cirurgia são algumas das opções. A escolha depende da intensidade dos sintomas e do quanto a doença está interferindo na qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>