Pular para o conteúdo

11 3262-5564 | 11 99267-7369
[email protected]

Pedra nos rins durante a gestação

Crises de dor causada por cálculos renais (ou pedra nos rins) em gestantes NÃO são raros (um caso entre 1.150 grávidas). Para evitar o problema é recomendado procurar seu médico antes da gestação para identificar possíveis cálculos renais e tratá-los a tempo, pois na gravidez as dores podem se tornar ainda mais fortes.

Causas

Durante a gestação ocorrem várias alterações fisiológicas e físicas no trato urinário. Além do aumento hormonal e da progesterona, ocorre a dilatação do rim e ureter, que facilita a liberação de cálculos pré-existentes dentro do rim.

 

Diagnóstico e tratamento

Para detectar se há cálculos renais, é feito um exame de ultrassom. Geralmente a pedra no canal urinário (ureter) não é identificada. O laudo aponta somente para dilatação do ureter, do lado da dor referida pela paciente. O tratamento inicial indicado é o uso de medicamentos que amenizem as dores, uma vez que, na gestação, qualquer procedimento deva ser o mais simples possível para não ser invasivo. Recomenda-se a ingestão de bastante líquido. Isso diminui a chance de formação de pedras e facilita sua eliminação. Nos casos em que não ocorre a eliminação natural da pedra é indicado um procedimento cirúrgico endoscópico (via uretra). As pedras são quebradas com laser e normalmente é deixado um fino tubo (cateter duplo J), que mantém o ureter aberto para a passagem de urina. As principais indicações para essa cirurgia são: dor muito intensa ou intratável, obstrução do rim, a função renal alterada ou quando houver complicações obstétricas.

 

Em caso de dores e crises renais, um médico urologista sempre auxiliará no melhor tratamento.

Formulário de Contato

Preencha o formulário abaixo para minha equipe entrar em contato!