Rir é o melhor remédio?

Será que sorrir realmente faz bem à saúde? A resposta é sim! É um simples gesto gratuito que traz uma série de benefícios para o seu dia-a-dia. 

Além da sensação de bem-estar, o riso é um grande aliado da saúde, ajudando a prevenir doenças e auxiliando o organismo a cumprir suas funções diárias. Por isso, fique atento a estas dicas:

Coração

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Loma Linda, da Califórnia (EUA), o riso pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Dois grupos de pessoas que tiveram ataques cardíacos participaram do estudo, sendo que um deles assistia a vídeos de humor durante 20 minutos por dia.

O estudo revelou que os membros desse grupo apresentaram uma queda de 66% da proteína C-reativa, um marcador de inflamação e do risco de problemas no coração. Já entre aqueles que não assistiram aos vídeos humorísticos, a queda foi de apenas 26%.

Pressão Arterial

Também nos Estados Unidos, um estudo da Universidade de Baltimore revelou que rir diminui a pressão arterial, enquanto o estresse apenas contribui para aumentá-laOs estudos foram feitos com vinte voluntários saudáveis, não fumantes, com idade média de 33 anos.

Os pacientes assistiam primeiro a um trecho de filme que provocava estresse. Após 48 horas, viam uma comédia. Ao final da pesquisa, foi constatado que o estresse reduziu o fluxo de sangue em 35%. Já as risadas provocadas pela comédia fizeram com que o fluxo sanguíneo aumentasse 22%, contribuindo para diminuição na pressão arterial.

Colesterol e diabetes

Outro estudo da Universidade Loma Linda revelou que dar risadas pode aumentar os níveis do colesterol bom (HDL) no sangue. Os pesquisadores acompanharam vinte pacientes diabéticos com altas taxas de colesterol ruim (LDL) no sangue e todos usavam remédios para realizar o controle do problema.

Metade dos pacientes continuou a tratar-se apenas com as medicações, enquanto a outra metade conciliava remédios com hábito de assistir diariamente a filmes de comédia,  em sessões de 30 minutos. 

Resultado: o grupo que foi estimulado a gargalhar elevou seus níveis de HDL em até 26%. Já entre os que integraram o grupo controle, o aumento foi de apenas 3%.

Pulmões

Quando uma pessoa dá gargalhadas, a absorção de oxigênio pelos pulmões aumenta. Inalando um volume maior de ar, a expiração também fica mais forte. Com a maior ventilação pulmonar, os excessos de dióxido de carbono e vapores residuais são rapidamente eliminados, promovendo uma limpeza ou desintoxicação.

Circulação do sangue

De acordo com pesquisas, o ritmo cardíaco acelera quando a pessoa começa a rir e os batimentos podem chegar a até 120 pulsações por minuto, um aumento significativo em comparação à média de 70 pulsações de alguém que está em repouso.

Com a pulsação aumentada, o sangue circula mais intensamente no organismo, o que aumenta a oxigenação de todas as células, tecidos e órgãos.

Combate às rugas

Ao dar risadas, as pessoas movimentam 12 músculos faciais. Quando dão gargalhadas, são movimentados 24 desses músculos. Conversar e gargalhar ao mesmo tempo movimenta 84 músculos. Esses exercícios faciais esticam a pele e retardam o aparecimento de rugas.

Precisa de mais algum motivo para começar a rir?