Saiba mais sobre o tratamento da ejaculação precoce

Ejaculação precoce é uma condição que atinge homens de todas as idades, sendo muito mais comum sua ocorrência desde a adolescência. 

 

Diversos fatores podem propiciar a situação: orgânicos, podendo ser genéticos, biológicos, metabólicos ou hormonais e/ou psicológicos, principalmente por ansiedade, depressão e problemas com autoestima. 

 

 

Para o tratamento, o urologista deve levar em consideração fatores que podem interferir na duração da fase de excitação: idade do paciente, início de relacionamento com uma nova parceira e frequência recente de atividade sexual.

 

A ejaculação precoce tem cura. Ao médico cabe analisar a situação específica do paciente, recomendando um dos seguintes métodos: medicações via oral que retardam a ejaculação, anestésicos tópicos ou, ainda, a psicoterapia.

 

Formas alternativas podem incluir:

 

1) Lubrificantes à base de água (como o KY), que favorecem a penetração e diminuem o atrito, reduzindo, portanto, a sensibilidade do contato com a vagina.

 

 2) Uso de preservativos com látex mais espesso. Apesar de não ter comprovação científica, a prática poderia ajudar na confiança e reduzir a sensibilidade de alguns homens, afastando a ejaculação precoce.

 

O importante é conhecer o seu corpo e, caso haja algo errado, não ter vergonha de conversar com um urologista. Havendo alguma dúvida, consulte um especialista.

 

Clique para saber mais sobre doenças sexuais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *