Sensibilidade na glande X Ejaculação precoce

Se você acredita que uma eventual sensibilidade aumentada na glande é a responsável pela ejaculação precoce, a resposta é “não”. Apesar de ser uma das regiões mais sensíveis do órgão sexual masculino, e ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a glande não está relacionada ao problema.

A ejaculação é precoce quando ocorre logo após a penetração ou até mesmo antes, sem que o paciente tenha o devido controle sobre esse evento. Os homens que sofrem com o problema vão menos preparados para uma relação sexual e acabam ejaculando antes do momento adequado. A ansiedade é sempre  associada a ejaculação precoce.

Estima-se que pelo menos 30% da população tem ejaculação precoce. Uma parcela significativa desses homens consegue solucionar a questão de forma espontânea, somente com alterações no comportamento sexual. Entretanto, outros precisam de ajuda médica e medicações, devendo procurar um urologista.

Por definição, todos os animais têm relações sexuais rápidas, pois a única finalidade é a reprodução. O ser humano é o único que vivencia o ato como algo prazeroso, com o intuito de estender a duração pelo máximo de tempo possível.

Então, se você sofre com o problema, não se preocupe. Procure um urologista para saber como lidar com a situação e ter orientações comportamentais especificamente voltadas para relações sexuais. Lembre-se também de nunca ir para uma relação sem uma “estratégia”. Caso contrário, a tendência é que a ejaculação ocorra antes da hora.

Atualmente, existem medicações para tratar o problema, pertencentes a uma classe dos antidepressivos que diminuem a libido do paciente, ou seja, a vontade de transar, postergando assim o momento da ejaculação.