Pular para o conteúdo

11 3262-5564 | 11 99267-7369
[email protected]

Conheça as diferenças entre cálculo renal e pedra na vesícula

Os cálculos renais, formados nos rins e em todo o trato urinário, são derivados do acúmulo de cristais existentes na urina. Ocorrem em 12% dos homens e 5% das mulheres, sendo mais comum na faixa etária entre 20 e 40 anos de idade.

 

Tal doença muitas vezes só é diagnosticada após a primeira crise de forte dor lombar do paciente. As crises normalmente surgem quando alguma pedra formada no rim se locomove para o trato urinário, obstruindo a passagem da urina em alguma região, como o próprio rim ou o ureter

blog 300x216 - Conheça as diferenças entre cálculo renal e pedra na vesícula

É uma dor intensa, em cólica, que pode irradiar também para a frente do abdome e região genital. Seu tratamento varia de acordo com o tamanho e localização do(s) cálculo(s), variando do uso de analgésicos ou antiespasmódicos até tratamento cirúrgico. 

 

Já os cálculos biliares, formam-se na vesícula biliar, onde é formada e lançada a bile. Tal substância é responsável pela grande maioria dos cálculos.

 

Alguns se alojam na região e não causam problemas, mas outros ficam presos no ducto biliar, bloqueando o fluxo da bile para o intestino. Assim, o paciente tem dor intensa no lado direito superior do abdome ou nas costas. 

 

O tratamento dos cálculos biliares requer a remoção da vesícula biliar com retirada de possíveis cálculos presentes nos dutos biliares, através de pequena cirurgia.

 

Em caso de dúvida, consulte um especialista.

 

Clique aqui para saber mais sobre cálculos urinários

Formulário de Contato

Preencha o formulário abaixo para minha equipe entrar em contato!


O uso de suplementação para exercícios pode danificar os rins?

Muito se fala sobre o uso de suplementação para exercícios físicos. Mas será que este costume pode danificar nossos rins?

Em princípio, devemos entender que, antes de usar qualquer tipo de suplemento, devemos estar com a saúde perfeita. Para isso, precisamos realizar um check-up e também uma consulta com um especialista, como o urologista, para que sejam descartados problemas renais. Uma vez que não exista nada de errado, o médico irá te orientar para o uso ou não dessa substância.

09.10.18 RINS E SUPLEMENTOS FOTO 300x202 - O uso de suplementação para exercícios pode danificar os rins?

É comum que praticantes de exercícios tentem aumentar bastante o consumo de proteínas através de suplementos proteicos. O grande perigo disso é que podemos ultrapassar o limite de nosso organismo digeri-las e utilizá-las. Este excesso pode sim ser danoso aos rins, sobrecarregando também outras regiões do nosso corpo, como fígado e sistema imunológico.

Em caso de uso excessivo, os suplementos aumentam a necessidade de filtragem dos rins, sobrecarregando-os. Assim, principalmente se a pessoa já tem alguma doença renal ou outra condição que comprometa a região, como pressão alta e diabetes, a função renal pode ficar reduzida. O abuso também pode favorecer a absorção de cálcio pelo organismo e provocar a formação de cálculos renais em pacientes predispostos a isso.

Mesmo que sua saúde esteja boa, não se esqueça de consumir bastante água, alimentar-se corretamente, dormir bem e seguir uma rotina saudável, de preferência sem o uso de álcool, tabaco ou qualquer tipo de droga.

Na dúvida, consulte sempre um especialista.

Clique aqui para saber mais sobre problemas renais

Formulário de Contato

Preencha o formulário abaixo para minha equipe entrar em contato!


O que é Doença Renal Policística?

A doença renal policística se dá quando ocorre a presença de diversos cistos nos rins, bilateralmente. Eles crescem lentamente e são preenchidos por líquido, de maneira a formar bolhas de água de vários tamanhos.

 

Existem diversos tipos da patologia, sendo o mais comum a doença renal policística do adulto (DRPA), que atinge pessoas de 30 a 40 anos de idade, de ambos os sexos.

 

04.10.18 DOENÇA RENAL POLICÍSTICA FOTO 300x199 - O que é Doença Renal Policística?

Normalmente, as causas são hereditárias, vindas por algum defeito genético herdado nos genes PKD1 (85%) e PKD2 (15%), que passa de pais para filhos de forma dominante.

 

Em alguns pacientes, os sintomas são imperceptíveis, mas outros podem sofrer de dor nas costas, no abdômen e podem ainda apresentar sangue na urina, hipertensão arterial e cólica causada por cálculos renais.

 

A forma mais comum de diagnóstico é o exame de ultrassom. Porém, nem sempre é possível a detecção pelo método tradicional, com cistos pequenos sendo vistos apenas através de tomografia computadorizada renal ou ressonância nuclear magnética.

 

Ainda não há uma cura para a doença, algo que tem sido alvo de diversas pesquisas médicas. Então, o tratamento funciona no sentido de aliviar as dores e sintomas desta condição. O paciente deve ser acompanhado regularmente por um especialista, que pedirá exames específicos para que a saúde seja monitorada da melhor forma possível.

 

Além disso, é importante a adoção de hábitos mais saudáveis, evitando gordura em excesso e afastando costumes nocivos, como o consumo de álcool e tabaco.

 

Não se esqueça: em caso de dúvida, consulte sempre um especialista.

 

Clique aqui para saber mais sobre problemas renais

Formulário de Contato

Preencha o formulário abaixo para minha equipe entrar em contato!


Conheça os principais mitos envolvendo os cálculos renais

A seguir, conheça alguns mitos e verdades sobre os cálculos renais (também conhecidos como pedra nos rins), condição que atinge milhões de pessoas anualmente e é a principal causa de internações da Urologia em prontos socorros.

08.08.18 MITOS E VERDADES SOBRE CÁLCULOS RENAIS FOTO 300x199 - Conheça os principais mitos envolvendo os cálculos renais

VERDADES

1) Beber água previne a formação de cálculos de renais? A ingestão constante de líquidos, especialmente água, diminui a formação destas estruturas. Beba pelo menos 2 litros diariamente.

2) A cólica renal pode ser mais forte que a dor do parto? Pode realmente ser uma dor muito forte, necessitando até de morfina para seu controle. Os pacientes podem ter náuseas e vômitos devido a tanta dor.

3) Quem já teve pedra nos rins tem maior possibilidade de ter novamente? Estudos mostram que quem já teve cálculo renal tem 50% de chance de ter novas crises no futuro em até 3 anos.

4) Algumas infecções urinárias tem origem em cálculos renais? Alguns cálculos grandes do rim podem conter bactérias em seu interior. Isso pode levar a infecções de repetição. Tal problema só resolvido com a resolução do cálculo.

5) Sucos cítricos previnem pedras nos rins.

MITOS

1) Existem chás que dissolvem as pedras? A ação do chamado chá de quebra pedra (erva cientificamente chamada de Phyllanthus) não tem comprovação científica. Porém, a ingestão do líquido pode ser benéfica como qualquer hidratação, ajudando na prevenção das pedras.

2) Cálculo renal é mais comum em idosos? A doença ocorre em todas as idades, mas sua primeira apresentação é mais comum em adultos jovens (20 a 40 anos), principalmente em homens.

3) Cerveja quente dissolve pedra nos rins? A cerveja não tem nenhum efeito nos cálculos renais. Ao contrário, ela é diurética e pode aumentar a desidratação do paciente.

4) Cálculo renal causa impotência sexual? Não há influência das pedras nos rins em relação ao desempenho sexual.

5) Suplementos causam pedras? Depende do suplemento, da dose e da propensão do paciente em formar cálculos. Essa avaliação pode ser feita pelo urologista.

Na dúvida, consulte sempre um especialista.

Clique aqui para saber mais sobre problemas renais

Formulário de Contato

Preencha o formulário abaixo para minha equipe entrar em contato!