Testículos inchados: o que pode ser?

Entre as causas mais comuns para aumento do volume do escroto estão: hérnia, varicocele, epididimite e tumor de testículo. Abaixo vamos abordar cada um dos temas resumidamente:

1) A hérnia inguinal atinge até 8% dos brasileiros. Ela ocorre quando há falha da parede abdominal, com possibilidade de entrada de algum órgão abdominal. Normalmente há um “inchaço” na região inguinal com ou sem dor local. O grande risco é o encarceiramento de intestino, ou seja, ele entrar na região e ficar aprisionado, levando à urgência em sua resolução. O tratamento das hérnias é sempre cirúrgico.

2) A varicocele é formada por veias dilatadas na região do escroto, ou seja, varizes no testículo. A varicocele pode ser vista por seu aspecto de “saco de minhoca”, sendo que na maioria das vezes não há sintomas. A varicocele é a principal causa de INFERTILIDADE masculina, devendo ser tratada nesses casos. Dor é um sintoma incomum, mas pode ocorrer. O tratamento é sempre cirúrgico.

3) A epididimite é uma inflamação do epidídimo, área do testículo que armazena e amadurece os espermatozoides. Geralmente, é causada por infecção bacteriana transmitida sexualmente (clamídia ou gonorreia), ou ainda por sexo anal desprotegido. Seu tratamento é feito com antibióticos.

4) O câncer de testículo é frequentemente esquecido por ser raro. No entanto, é uma condição grave, podendo levar a óbito em menos de 1 ano. A notícia boa é que, quando detectada, tem altíssimos índices de cura (mesmo quando diagnosticada já com metástases). O auto exame facilita a detecção de tumores ainda em estágio inicial.

O aumento escrotal pode afetar homens de todas as idades, sendo normalmente unilateral.. Todo paciente com esse sintomas ou dor na região dos testículos deve procurar um urologista o quanto antes.