Todo adolescente deve consultar o urologista ao menos uma vez na vida

Entre os 12 e 18 anos de idade, todo jovem adolescente deve passar ao menos por uma consulta com o urologista. A avaliação é muito importante para esclarecimento das dúvidas relacionadas à vida sexual, nos diversos assuntos como libido, ereção, uso de camisinha, prevenção e tratamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

Tradicionalmente meninas são incentivadas pelas mães e têm por hábito realizar uma consulta anual com o ginecologista desde a primeira menstruação. O mesmo não ocorre com os meninos. Estima-se que mais da metade dos homens acima dos 35 anos nunca foram ao urologista.

As causas mais comuns para tratamento urológico na infância e adolescência são: criptorquidia, fimose, hidrocele e torção de testículo, além da varicocele, maior causadora de infertilidade masculina. O diagnóstico rápido possibilita tratamento precoce e cura desse pacientes.

Alem disso, sabemos que o desenvolvimento do corpo masculino acontece de forma desordenada na puberdade. Essas mudanças corporais geram angústia, timidez, insegurança, baixa autoestima e até agressividade. Dúvidas quanto ao tamanho do pênis, forma, quantidade de pele e pêlos, além das ereções matinais são algumas das questões mais comuns. Por isso, é muito importante que o jovem passe por uma consulta médica.

Por último, e não menos importante, é válido o alerta ao jovem para a necessidade de prevenção ao HPV (vacinação), feita nos meninos antes dos 13 anos de idade, teoricamente antes de iniciada atividade sexual.